O Celular de um pastor assassinado pode ter sido achado e onde estava choca até a polícia.

O assassínio do pastor Anderson do Carmo possui mexido com algumas indivíduos. Ele foi assassinado há aproximadamente 2 meses, logo após alcançar em casa, no Rio de Janeiro. O pastor foi alvejado por vários tiros e patas da própria família dele, de acordo com a polícia carioca, entraram na listagem de suspeitos do crime. Entre eles, está o nome da própria mulher de Anderson do Carmo, a deputada federal Flordelis.

Uma das maiores dúvidas em redor do crime é no qual aparecia o telefone celular do consorte deputada Flordelis. O aparelho aparecia sumido até por isso. Não obstante, nesta quarta-feira, 14 de agosto, o telefone celular pode ter surtido e o local no qual ele aparecia está chocando até as autoridades, como evidência uma reportagem do jornal carioca Extra.

O aparelho aparecia latebroso em uma cela. O telefone celular aparecia na Delegacia de Homicídios de Niterói e São Gonçalo no qual está encarcerado Flávio dos Santos Rodrigues. Acredita-se que o aparelho aparecia no local a partir de que Flávio foi encarcerado.

Os agentes fizeram uma perícia na delegacia e o aparelho foi descobrimento dentro do vaso sanitário da cela. O filho de Flordelis nega que o telefone celular seja dele. Além disso, o aparelho não estaria funcionando. Flávio similarmente teria mencionado que o vaso da cela aparecia obstruído.

Também não se entende se o telefone celular descobrimento é o mesmo que é buscado pela polícia e que pode permitir respostas sobre do assassínio do monástico. 2 celulares similarmente teriam sido localizados na cela do outro filho encarcerado do pastor Anderson do Carmo, Lucas Cézar dos Santos de Souza. A informação, não obstante, não conseguiu ser confirmada pela reportagem do jornal carioca Extra. A polícia Civil informou somente que o caso é sigiloso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *