Médicos retiram muitas larvas que estavam na cabeça de uma criança e alerta

No Hospital Religiosa Dulce, em Praia Grande, litoral de São Paulo, um caso chamou a atenção de todos, uma vez que uma criança de 7 anos precisou ser internada devido a uma violação que teria sido causada por parasitas que se alojaram em sua cabeça.

Os médicos informaram que foram retiradas mais de 40 larvas da cabeça da criança que inicialmente foi para a Elemento de Concluído Atendimento e em seguida acabou sendo transferida para o hospital Religiosa Dulce. O caso segue em chave de Justiça, dessa forma não há vários detalhes, porém o Sugestão Tutelar vem acompanhando tudo.

Também ao longo o tempo que ficou no UPA, foram retirados 40 ‘bernes’, similarmente conhecidos por lagarta, apenas que como algumas estavam mais profundas foi necessário provocar a criança para um atendimento especializado. A direção do hospital informou que não está autorizada a permitir detalhes sobre o estado da criança e nem sequer sobre dos procedimentos médicos às quais precisou ser submetida.

Porém o G1 informou que conseguiu frequentar com um médico e ele garantiu que a criança aparecia fora de ameaça e que as equipes médicas também estavam trabalhando para retirarem as secundinas larvas, que já estariam mortas.

A criança chegou a reclamar de dores na cabeça e no momento em que a mãe foi afirmar o que era, se deparou com uma situação alarmante, levando a filha de imediato à UPA. Um médico explicou que casos dessa maneira são mais comuns em zonas rurais, porém que os pais precisam ficar atentos visto que ninguém está desocupado do dificuldade, também mais no mês de outubro que é no momento em que as ocorrências são mais comuns.


Leiam Também...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *